terça-feira, 18 de dezembro de 2012

UNICÓRNIOS (ESPÍRITOS DA NATUREZA)





                                          UNICÓRNIOS (ESPÍRITOS DA NATUREZA)


O unicórnio é um ser selvagem, que habita jardins, sem lugar específico. 

Em função de suas viagens eles precisam descansar e para isso eles procuram um lugar escondido onde não haja perigo. 

Tomam água corrente e comem frutas e grãos maduros ou folhas tenras dessas árvores. 

Símbolo da pureza, esperança, amor, majestade, poder, honestidade, liberdade e de tudo de bom que há no ser humano.

 É um ser selvagem e indomesticável, muitos acreditam que apenas uma virgem pode domesticar o unicórnio, deixando-o indefeso aos caçadores. 

É rápido, forte e que habita jardins sem lugar específico. 

Em função de suas viagens eles precisam descansar e para isso eles procuram um lugar escondido onde não haja perigo. 

Tomam água corrente e comem frutas e grãos maduros ou folhas tenras dessas árvores. 

A duração do Unicórnio na Terra é muito maior que o do Homem.

A Lenda - O primeiro unicórnio chegou embrulhado em uma nuvem, impelida por um vórtice branco. 

Desceu com suavidade dos céus aos campos infantis da Terra. 

Dotado de um chifre de luz em espiral. 

Com seu chifre penetrou uma pedra, e uma fonte de vida brotou.

 A Terra começou a ser fecundada com coisas frutíferas. 

Grandes árvores floresceram; e abaixo em suas sombras foram povoadas com bestas selvagens. 

Tudo isso era intenção de Deus, e o Unicórnio, o instrumento de seu querer. 

Deste modo se forma o Jardim do Unicórnio, é chamado Shamagim que quer dizer Lugar onde há Água. 

Os Deuses fala ao Unicórnio então: " Unicórnio! Você será, a memória permanente da Luz, será seu guia e guardião. 

Mas você nunca devolverá a Luz até o final do Tempo". 

Como Surgiu a Lenda? O unicórnio surgiu da mitologia oriental, grega e romana. 

Seu nome vem de duas palavras do latim: "unus"que significa um e "cornu" que significa chifre.

O Chifre - É um talismã de poder soberano, mas sua força e virtude só serão ativadas através de um trabalho de um Unicórnio. 

Sua luz diminuirá até se extinguir quando nas mãos de outro.

 No Chifre reside a história total do Unicórnio e também é o recipiente de seus pensamentos. 

Muitos acreditam que ele tem poder de cura e que é ser um antídoto para veneno. 

A forma deles é um espiral: os dois meios, ou flautas, são unidos um ao outro.

 Em horas de perigo ou de concentração prolongada o Chifre pode exalar certo brilho ou um esplendor suave. 

Para a proteção do unicórnio, não podemos ver o seu chifre, ou seja, com isso, o unicórnio é confundido com um simples cavalo.
   





                       O Unicórnio - Um Símbolo De Excelência

O Unicórnio é um extraordinário animal mitológico, notável pela sua anatomia e habilidade. 

A verdadeira força do Unicórnio reside no seu único chifre, ao qual a crença popular atribuía poderes mágicos de cura.

 Na época medieval, o chifre pulverizado era usado para curar picadas ou mordidas venenosas, ataques de vermes, perda de memória e muitas outras moléstias. 

Tão arraigada era a crença no poder mágico do Unicórnio, que o chifre pulverizado continuou a ser utilizado por farmacêuticos
até o Século XVIII. 

Dizia-se que o chifre propriamente dito, cobria-se de suor quando colocado junto de alimentos envenenados, sendo usado como detector de veneno em cerimônias de cortes européias, até 1789.

É um ser selvagem, que habita jardins, sem lugar específico. 

Em função de suas viagens eles precisam descansar e para isso eles procuram um lugar escondido onde não haja perigo. 

Tomam água corrente e comem frutas e grãos maduros ou folhas tenras dessas árvores.

A duração do Unicórnio na Terra é muito maior que o do Homem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário